Travessia dos Oceanos: Emissão dia 20 de Junho de 2017

travessia dos oceanos emissão dia 20 de junho 2017

Dia 20 de Junho, a partir das 22 horas, mais uma grande emissão do Travessia dos Oceanos, na voz de Carlos Simões, na sua RFM. Ainda não sabe o que o espera? Então veja neste artigo o que preparamos especialmente para si, o nosso mais querido ouvinte.

DESTAQUE ENTREVISTAS

DIOGO PIÇARRA

Diogo Piçarra

Diogo Piçarra vai estar à conversa com o nosso querido Carlos Simões para nos contar sobre o seu novo álbum do=s, e sobre a tour de divulgação do seu novo CD, que por sinal está excelente.

Dono de uma voz única, este artista tem conquistado o mundo. Se ainda não conhece os seus trabalhos, veja algumas das melhores produções dele aqui.

Álbuns: Sessions / Espelho / do=s

Músicas: Tu e Eu / Dialeto / Longe / Margem /  Não te vou esquecer / Volta / Caminho / Perfeito / Já não falamos / Haja o que houver /  Falso Espelho / Safe and Sound /Já não estou / Dois / Não me Perco /  Crescente / All of me /  não sou eu / Sopro / Breve / entre outras.

CARLA VISI

carla visi

Carla Virgínia Soares Fernandes, mais conhecido como Carla Visi, é uma cantora brasileira, nascida em Salvador. A sua carreira começou quando recebeu um convite, em 1990, para substituir a cantora Daniela Mercury na Banda baiana Companhia Clic. Gravou três álbuns durante a sua permanência desta banda, com uma grade repercussão na altura.

5 anos depois foi convidada para integrar Cheiro de Amor, no lugar de Márcia Freire, estreando com três músicas que depois se tornaram clássicos da banda: “Vai sacudir vai abalar”, “É demais meu rei” e “Abre coração”.

A sua carreira a solo começou em 2001, quando foi convidada para fazer uma homenagem a Gilberto Gil, um projecto da Universal/MZA. O álbum Carla visita Gilberto Gil foi um enorme sucesso, e em 2004 o seu álbum “Por todo o canto” até lhe rendeu uma tour no Japão.

Este ano, Carla Visi é convidada para tornar-se vocalista da Banda Simpatia, na qual se reúnem músicos que haviam feito parte da Banda Cheiro de Amor.

Álbuns a solo: Carla visita Gilberto Gil / Por todo canto / Carla Visi e eu / Pura Claridade / Encanto Mestiço

Gravadoras: Universal/MZA / RCA/Victor (Japão) / Som Livre (Portugal) / Tratore (Brasil) / Sony Music

Músicas: Só chamei porque te amo / Onde o xaxado tá / Salvador, Salvador / Tiquinho de você / Coração bateu / Africa Mulher / Quixabeira / De coraçao para coraçao / Lero-Lero / PT-Pourri Romântico / Dança de coco / Olha eu aí / Eu te amo / Aviãozinho / Minha paz / É amor / entre outras.

ESPECIAL KIEZOS – III TRIENAL DE LUANDA

Os Kiezos marcaram a música popular angolana, tornando-se num dos nomes mais emblemáticos da área. O nome da banda surge em 1965, quando a banda tocava numa das festas da zona, e tal foi a animação que o pó levantava-se do chão. Por isso era preciso limpar a poeira com um “iezo” – palavra que tem origem no Kimbundu, e que significa vassoura. Daí o nome da banda Kiezos.

Eles realmente marcaram a vida de todos os angolanos, destacando-se os sucessos: Comboio, Milhoró, Zá Boba, Princesa Rita, Jingolo, e Tristezas não pagam dívidas.

É já daqui a dois dias (16 de Junho) que eles sobem ao palco da III Trienal de Luanda, para receberem a sua homenagem, a partir das 21 horas. A entrada é gratuita.